Argentina reduz 25% dos cargos públicos e congela salários

Em declaração, presidente argentino também afirmou que proibirá que qualquer familiar dos ministros possa fazer parte do governo.

Buenos Aires – O presidente da Argentina, Mauricio Macri, anunciou nesta segunda-feira uma redução de 25% dos cargos políticos do Executivo e o congelamento dos salários dos funcionários, e afirmou que proibirá que qualquer familiar dos ministros possa fazer parte do governo.

Em um ato na Casa Rosada, sede do Executivo em Buenos Aires, o governante revelou que a saída dos que serão cerca de 1.000 funcionários públicos representará uma economia de 1,5 bilhão de pesos (US$ 75 milhões) para o governo.

“Espero que este exemplo seja seguido por todos na política argentina e convido as administrações públicas de todas as jurisdições do país a tomar medidas similares. Temos que continuar melhorando a institucionalidade, a integridade e a transparência na política”, declarou.

Fonte: Exame

Outras Notícias

STAMMTISCH: Festa dos Amigos marcará o aniversário de Joaçaba

Para comemorar os 101 anos de emancipação política administrativa de Joaçaba, a Coordenadoria Municipal de Comunicaçã...

Kombi é destruída por incêndio no interior de Luzerna

Uma Kombi foi destruída por um incêndio na manhã desta quinta-feira (26) na Estrada Geral de Linha Leãozinho, interio...

Pesquisa aponta gasto médio com presente de Dia das Mães

Termômetro para as vendas do ano, o Dia das Mães deve movimentar a economia catarinense até a segunda semana de maio....

Análise de psicólogas de Treze Tílias e Curitiba sobre personagens de série viraliza

A série La Casa de Papel, que se tornou a série não-inglesa mais assistida da Netflix, tem arrancado a admiração das ...

Eleitores têm até 9 de maio para regularizar situação do título

Os eleitores que devem comparecer obrigatoriamente são aqueles que completam 19 anos até a data do pleito e ainda não...