Banco Central diz que diminuíram incertezas para a economia

Após as eleições, o Banco Central destacou que diminuíram as incertezas para a economia brasileira, com redução de preços de ativos, como o dólar. A afirmação consta na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), divulgada hoje (6), em Brasília. Na última semana, o comitê decidiu manter a taxa básica de juros, a Selic, em 6,5% ao ano.

“Essa diminuição de incertezas contribuiu para redução do grau de assimetria no balanço de riscos para a inflação. Não obstante essa melhora, os membros do Copom concluíram que os riscos altistas para a inflação seguem com maior peso em seu balanço de riscos”, diz a ata.

Brasília - Edifício-sede do Banco Central do Brasil (Wilson Dias/Agência Brasil)
Passadas as eleições, Banco Central destacou que diminuíram as incertezas para a economia brasileira, com redução de preços de ativos, como o dólar (Arquivo/Wilson Dias/Agência Brasil)
No “balanço de riscos”, o Copom considera que o nível de ociosidade elevado da economia pode reduzir a inflação. Por outro lado, “uma frustração das expectativas sobre a continuidade das reformas e ajustes necessários na economia brasileira” pode elevar a inflação. “Esse risco se intensifica no caso de deterioração do cenário externo para economias emergentes [como o Brasil]”, acrescentou.

Conjuntura
Na ata, o Copom avaliou ainda que a conjuntura recomenda flexibilidade para a condução da política monetária (definição da taxa Selic). Por isso, optou por não sinalizar qual será seu próximo passo em relação à Selic.

“Os membros do Copom reforçaram a importância de enfatizar seu compromisso de conduzir a política monetária visando manter a trajetória da inflação em linha com as metas. Isso requer a flexibilidade para ajustar gradualmente a condução da política monetária quando e se houver necessidade”, destaca.

Segundo a ata, a inflação acumulada em 12 meses deve subir e atingir seu pico por volta do segundo trimestre de 2019. “A partir de então, a inflação acumulada em 12 meses deverá recuar ao longo do resto de 2019, em direção à meta”, acrescenta.

A meta de inflação, que deve ser perseguida pelo BC, é 4,5% este ano. Essa meta tem limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2019, a meta é 4,25% com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

Cotação do dólar
O Copom também avaliou o repasse da variação da cotação do dólar para os preços da economia.

De acordo com a ata, “com exceção de alguns preços administrados, o nível de repasse tem se mostrado contido”.

“[Os membros do Copom] ponderaram, entretanto, que a intensidade do repasse de movimentos no câmbio para a inflação depende de vários fatores, como, por exemplo, o nível de ociosidade da economia e da ancoragem das expectativas de inflação”, diz a ata.

O Copom é formado pelos diretores e presidente do BC, Ilan Goldfajn. Eles são os responsáveis por definir a taxa Selic.

Essa taxa é o principal instrumento do BC para alcançar a meta de inflação. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação.

A manutenção da taxa básica de juros indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

Font: agenciabrasil.ebc

Outras Notícias

Aluna ameaça realizar massacre em escola no RS

Algumas imagens que circularam pelo aplicativo de bate papo WhatsApp nos últimos dias levaram professores da Escola E...

Bretas mandou grampear oito celulares de Temer antes da prisão

Um dia antes da prisão do ex-presidente Michel Temer, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio, autorizou que...

Lama da barragem de Brumadinho contamina Rio São Francisco

Após decretar a morte do rio Paraopeba, por causa da lama que desceu da Barragem da Vale, em Brumadinho, na Grande BH...

Moradora de Monte Carlo afirma ter visto lobisomem em rodovia da região

Uma moradora de Monte Carlo publicou, em seu perfil no Facebook, que viu um lobisomem, em uma rodovia da região. S...

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos

O mercado de trabalho é mais severo com as pessoas de 18 a 24 anos. De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica A...

Dois alunos de escola em Suzano permanecem internados em São Paulo

Dois alunos feridos no atentado ocorrido na Escola Estadual Professor Raul Brasil, no município de Suzano, no último ...

Conselho Europeu analisa proposta britânica para adiar Brexit

O Conselho Europeu se reúne hoje (21) para analisar a proposta da primeira-ministra britânica, Theresa May, para adia...

Policiais civis participam de treinamento

Doze policiais civis dos municípios de Ponte Serrada, Xanxerê, Xaxim e Abelardo Luz participaram, nesta quarta-feira ...

Detran lança versão digital de documento do veículo

Alinhado à modernização e inovação dos serviços públicos, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Santa Catar...

Comissão Europeia multa Google em 1,49 bilhão de euros

A Comissão Europeia multou o Google em 1,49 bilhão de euros por violar as regras antitruste (formação de cartéis, tru...

Bolsonaro avalia versão final da reforma previdenciária dos militares

O presidente Jair Bolsonaro reuniu hoje (20), no Palácio da Alvorada, ministros de Estado e os comandantes da Forças ...

Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse hoje (20) que ao abrir mão do tratamento diferenciado que o...