Banco Central diz que diminuíram incertezas para a economia

Após as eleições, o Banco Central destacou que diminuíram as incertezas para a economia brasileira, com redução de preços de ativos, como o dólar. A afirmação consta na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), divulgada hoje (6), em Brasília. Na última semana, o comitê decidiu manter a taxa básica de juros, a Selic, em 6,5% ao ano.

“Essa diminuição de incertezas contribuiu para redução do grau de assimetria no balanço de riscos para a inflação. Não obstante essa melhora, os membros do Copom concluíram que os riscos altistas para a inflação seguem com maior peso em seu balanço de riscos”, diz a ata.

Brasília - Edifício-sede do Banco Central do Brasil (Wilson Dias/Agência Brasil)
Passadas as eleições, Banco Central destacou que diminuíram as incertezas para a economia brasileira, com redução de preços de ativos, como o dólar (Arquivo/Wilson Dias/Agência Brasil)
No “balanço de riscos”, o Copom considera que o nível de ociosidade elevado da economia pode reduzir a inflação. Por outro lado, “uma frustração das expectativas sobre a continuidade das reformas e ajustes necessários na economia brasileira” pode elevar a inflação. “Esse risco se intensifica no caso de deterioração do cenário externo para economias emergentes [como o Brasil]”, acrescentou.

Conjuntura
Na ata, o Copom avaliou ainda que a conjuntura recomenda flexibilidade para a condução da política monetária (definição da taxa Selic). Por isso, optou por não sinalizar qual será seu próximo passo em relação à Selic.

“Os membros do Copom reforçaram a importância de enfatizar seu compromisso de conduzir a política monetária visando manter a trajetória da inflação em linha com as metas. Isso requer a flexibilidade para ajustar gradualmente a condução da política monetária quando e se houver necessidade”, destaca.

Segundo a ata, a inflação acumulada em 12 meses deve subir e atingir seu pico por volta do segundo trimestre de 2019. “A partir de então, a inflação acumulada em 12 meses deverá recuar ao longo do resto de 2019, em direção à meta”, acrescenta.

A meta de inflação, que deve ser perseguida pelo BC, é 4,5% este ano. Essa meta tem limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2019, a meta é 4,25% com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

Cotação do dólar
O Copom também avaliou o repasse da variação da cotação do dólar para os preços da economia.

De acordo com a ata, “com exceção de alguns preços administrados, o nível de repasse tem se mostrado contido”.

“[Os membros do Copom] ponderaram, entretanto, que a intensidade do repasse de movimentos no câmbio para a inflação depende de vários fatores, como, por exemplo, o nível de ociosidade da economia e da ancoragem das expectativas de inflação”, diz a ata.

O Copom é formado pelos diretores e presidente do BC, Ilan Goldfajn. Eles são os responsáveis por definir a taxa Selic.

Essa taxa é o principal instrumento do BC para alcançar a meta de inflação. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação.

A manutenção da taxa básica de juros indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

Font: agenciabrasil.ebc

Outras Notícias

Governo está finalizando MP contra fraudes no INSS, diz Marinho

O secretário Especial da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse hoje (18) que o governo está trabalhando “nos...

Fux decide que não há urgência em ação contra posse de armas

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, decidiu hoje (18) que não há urgência na ação...

Marciano, cantor sertanejo, morre aos 67 anos

'Nesse momento, agradecemos o carinho de todos e pedimos orações à família', informou comunicado. Cantor fez dupla co...

CHAPECÓ: Artista esculpe rosto de Cristo em árvore

Que tal estar caminhando e se deparar com o rosto de cristo esculpido em uma árvore? Varias pessoas estão fotografand...

Abono do Pis/Pasep começa a ser pago

Começa a ser pago nesta quinta (17) o abono salarial PIS do calendário 2018-2019, ano-base 2017, para os trabalhadore...

Suspeita de golpe envolvendo Correios em Concórdia

Os Correios de Concórdia afirmam que não há qualquer tipo de venda de caixas de correspondência no formato porta a po...

Delegado explica flexibilização da posse de armas

Muito temos lido, ouvido e visto na imprensa nacional, mas nada melhor que a explicação de uma autoridade local sobre...

Prefeito Rogério Pacheco dá ultimato à direção da Casan

O Prefeito Rogério Pacheco esteve em reunião nessa quarta, dia 16, em Florianópolis com o atual Presidente da Casan A...

Policial salva duas crianças vítimas de afogamento

O cabo Manoel Aparecido Moreno Holzapfel, que é lotado no 17° Batalhão de Polícia Militar (BPM) e estava de folga pas...

DIVE/SC orienta população sobre os riscos de acidentes com animais peçonhentos

Durante o verão, período mais quente e mais chuvoso do ano, aumenta o número de acidentes com animais peçonhentos, ta...

Três novos casos de raiva bovina confirmados em Campos Novos

Três novos casos de raiva em bovinos foram confirmados em três propriedades rurais diferentes, na localidade de Guara...

É possível clonar o WhatsApp de alguém?

Clonar o WhatsApp é uma forma de acessar a conta de outra pessoa no aplicativo sem ela saber. Esse tipo de golpe já a...