Programa da Dengue monitora e controla a presença do Aedes aegypt no município de Capinzal

A Secretaria da Saúde de Capinzal mantém ativo o Programa da Dengue no município. O Programa visa o monitoramente e o controle sobre a presença do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya. Até o momento nenhuma larva do aegypti foi encontrada.



No perímetro urbano estão instaladas 62 armadilhas que são visitadas semanalmente, além de outros 21 pontos estratégicos que, de duas em duas semanas recebem a presença dos agentes responsáveis.



Com o verão e as temperaturas mais altas a proliferação dos mosquitos aumenta. Em média, neste período, semanalmente são coletados de 7 a 9 tubitos, com aproximadamente 50 a 60 larvas. Este material é enviado para análise no laboratório em Joaçaba.



Para diminuir a proliferação dos mosquitos é necessário eliminar os criadouros potenciais. A maior parte dos focos do mosquito está nos domicílios, assim as medidas preventivas envolvem o nosso quintal e também os dos vizinhos.



DICAS:



Garrafas PET e de vidro: As garrafas devem ser embaladas e descartadas corretamente na lixeira, em local coberto ou de boca para baixo.



Lajes: Não deixe água acumular nas lajes. Mantenha-as sempre secas.



Ralos: Tampe os ralos com telas ou mantenha-os vedados, principalmente os que estão fora de uso.



Vasos sanitários: Deixe a tampa sempre fechada ou vede com plástico.



Piscinas: Mantenha a piscina sempre limpa. Use cloro para tratar a água e o filtro periodicamente.



Coletor de água da geladeira e ar-condicionado: Atrás da geladeira existe um coletor de água. Lave-o uma vez por semana, assim como as bandejas do ar-condicionado.



Calhas: Limpe e nivele. Mantenha-as sempre sem folhas e materiais que possam impedir a passagem da água.



Cacos de vidros nos muros: Vede com cimento ou quebre todos os cacos que possam acumular água.



Baldes e vasos de plantas vazios: Guarde-os em local coberto, com a boca para baixo.



Plantas que acumulam água: Evite ter bromélias e outras plantas que acumulam água, ou retire semanalmente a água das folhas.



Suporte de garrafão de água mineral: Lave-o sempre quando fizer a troca. Mantenha vedado quando não estiver em uso.



Falhas nos rebocos: Conserte e nivele toda imperfeição em pisos e locais que possam acumular água.



Caixas de água, cisternas e poços: Mantenha-os fechados e vedados. Tampe com tela aqueles que não têm tampa própria.



Tonéis e depósitos de água: Mantenha-os vedados. Os que não têm tampa devem ser escovados e cobertos com tela.



Objetos que acumulam água: Coloque num saco plástico, feche bem e jogue corretamente no lixo. Vasilhas para animais: Os potes com água para animais devem ser muito bem lavados com água corrente e sabão no mínimo duas vezes por semana.



Pratinhos de vasos de plantas: Mantenha-os limpos e coloque areia até a borda.



Objetos d’água decorativos: Mantenha-os sempre limpos com água tratada com cloro ou encha-os com areia. Crie peixes, pois eles se alimentam das larvas do mosquito.



Lixo, entulho e pneus velhos: Entulho e lixo devem ser descartados corretamente. Guarde os pneus em local coberto ou faça furos para não acumular água.



Lixeira dentro e fora de casa: Mantenha a lixeira tampada e protegida da chuva. Feche bem o saco plástico.

Fonte http://www.capinzal.sc.gov.br

Outras Notícias

Ana Paula manda carta aberta ao COI falando do absurdo da desvirtuação das competições femininas

SOCIEDADE — A jogadora de vôlei Ana Paula há muito está quebrando o silêncio sobre os absurdos que tomaram conta das ...

Ilha da longevidade: 33% dos moradores têm mais de 90 anos

Um terço dos moradores da Ilha de Icária, na Grécia, têm mais de 90 anos de idade. São vários os motivos que fazem...

Brasileiro descobre remédio barato para curar Zika e evitar transmissão

A equipe de um biólogo brasileiro descobriu que um remédio barato, usado contra a malária há 60 anos, impede camundon...

As pessoas se ofendem com quem é autêntico

“Ser autêntico virou ofensa pessoal. Ou a criatura faz parte do rebanho, ou é um metido a besta.” (Martha Medeiros) ...

A Era do exibicionismo: A necessidade de aparecer.

A necessidade de aparecer todos nós temos, uns mais, outros menos, seja por motivos ou princípios diversos. É normal ...