Notícias
Sul representa 25% do déficit previdenciário do país
  • Sul representa 25% do déficit previdenciário do país

Dos seis estados brasileiros com o maior déficit previdenciário, três são da região Sul, conforme estudo da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). Ao todo, a dívida dos gaúchos, catarinenses e paranaenses é equivalente a 25% do rombo, representando R$ 19,7 bilhões dos R$ 77,8 bilhões do déficit da Previdência pública dos governos estaduais, incluindo a aposentadoria dos três Poderes. A análise levou em conta dados de 2017. Confira o estudo completo.


São Paulo registrou o maior rombo em 2017, com déficit de R$ 18 bilhões. Os gaúchos tiveram o segundo maior dado negativo, com R$ 11,1 bilhões. Comparativamente, ainda que o rombo de São Paulo seja maior, o custo anual por habitante é de R$ 436, menos da metade do custo do Rio Grande do Sul. Depois, aparecem os estados do Rio de Janeiro, com R$ 10,6 bilhões, de Minas Gerais, com R$ 8,2 bilhões. Fechando o ranking das piores posições, estão o Paraná, com R$ 4,8 bilhões, e Santa Catarina, com R$ 3,8 bilhões. Conforme o estudo, apenas Amapá, Roraima, Rondônia e Tocantins registravam superávit na Previdência em 2017.

Na relação entre ativos e inativos, mais uma amarga colocação de liderança para o Rio Grande do Sul: no estado, há aproximadamente dois aposentados para cada ativo. Ao passo que Santa Catarina também entra no grupo dos estados onde os segurados pela previdência superam o número de ativos, com coeficiente de 1,06. Já o Paraná apresenta um número menor de aposentados e pensionistas por ativo, com coeficiente de 0,68.

Sob a óptica do custo per capita, o Rio Grande do Sul encabeça o ranking, gastando R$ 1.038 por habitante. Em seguida, aparece o Distrito Federal, com R$ 883, e Santa Catarina, com R$ 615. Paraná figura na quinta posição, com R$ 461.

Sete estados já decretaram calamidade financeira – Rio Grande do Norte, Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso e Roraima. Para a Firjan, o rápido crescimento das despesas de pessoal, nos últimos anos, tem sido o principal vilão para o equilíbrio fiscal dos estados.

Fonte: noticiahoje.net

23/04/2019/ 09:02:24
Outras Notícias
  • Senado aprova suspender reajuste de remédios e planos de saúde
Senado aprova suspender reajuste de remédios e planos de saúde
03/06/2020/ 08:46:14

O ajuste anual de preços de medicamentos e de planos e seguros privados de saúde pode ser suspenso durante a pandemia de coronavírus. O Senado aprovou nesta terça-feira (2), com 71 votos a favor e 2 contrários, o PL 1.542/2020, do senador Eduardo Braga (MDB-AM). A proposta segue para a Câmara dos...

  • Bandeira tarifária verde será mantida no ano inteiro, anuncia ANEEL
Bandeira tarifária verde será mantida no ano inteiro, anuncia ANEEL
31/05/2020/ 19:26:34

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) decidiu manter a bandeira tarifária verde durante todo o ano de 2020. O anúncio foi feito nesta terça-feira (26/5), em Reunião Pública da Diretoria da ANEEL. Isso significa que as contas não devem ficar mais caras até o ano que vem. Normalmente, as bandeiras amarela e v...

  • Municípios contemplados com emendas especiais do governo federal têm até esta sexta-feira para confirmar interesse no benefício
Municípios contemplados com emendas especiais do governo federal têm até esta sexta-feira para confirmar interesse no benefício
22/05/2020/ 16:18:42

Termina, às 18h, desta sexta-feira (22) o prazo para que municípios beneficiados com emendas especiais do governo federal confirmem o interesse em receber os repasses na plataforma gov.br. Nesta primeira etapa, prefeituras devem indicar o banco e agência em que desejam receber os recursos. Segundo a Confederaçã...

  • CPI da compra dos respiradores de SC ouve representante de instituto e servidoras da Defesa Civil
CPI da compra dos respiradores de SC ouve representante de instituto e servidoras da Defesa Civil
20/05/2020/ 10:17:32

Nesta terça-feira (19), ocorreu a segunda sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) que investiga a compra de 200 respiradores pelo governo de Santa Catarina por R$ 33 milhões com dispensa de licitação. Três pessoas foram ouvidas.A CPI começo...